Como proteger o celular dos vírus

Navegue até o conteúdo1 Veja como proteger o seu smartphone de vírus1.1 Como saber se o meu celular tem vírus 1.2 Ataque de Hackers1.3 Faça backup regularmente1.4 Cuidado com os aplicativos desconhecidos1.5 Configurar suas senhas1.6 Atualize seu software1.7 Fontes Samsung não informadas2 Neste tutorial vamos mostrar-lhe como proteger o seu celular com 10 dicas fáceis […]

Veja como proteger o seu smartphone de vírus

Atualmente, nós cobrimos nossos celulares e tablets com capas e protetores de tela para evitar ter gastos, caso ocorra algum acidente com o aparelho. Mas, da mesma forma, poderíamos blindar os dados mais importantes armazenados neles. Mas, você sabe como proteger o celular dos vírus?

Hoje, as atividades que fazemos com um smartphone são semelhantes àquelas realizadas com um computador. Isso tem suas vantagens, como ter seu próprio escritório móvel e ficar atento a todos os acontecimentos do mundo através da internet.

Além disso, é possível conversar instantaneamente com amigos e familiares, bem como manter-se atualizado nas redes sociais. Mas, por outro lado, os dispositivos móveis carregam muitos perigos relacionados aos vírus que podem ser baixados sem a pessoa perceber.

Quando você recebe algo de terceiros e clica em links desconhecidos, o risco é muito grande de baixar um vírus para o seu celular. Por isso, mais cedo ou mais tarde, se não atentarmos à segurança do nosso celular, há uma grande chance de aparecer malwares em nossos dispositivos.

Como saber se o meu celular tem vírus

Se o seu celular está mais lento para abrir do que o normal ou fecha páginas inesperadamente, ele pode estar infectado com malware ou um software malicioso. Não pense que apenas computadores estão vulneráveis ​​a estas ameaças: smartphones e tablets também estão expostos.

Os sintomas de um dispositivo com vírus podem ser vários, mas há quatro indicações que demonstram a infecção.

– Advertência na barra de notificação: Esses anúncios muitas vezes parecem ser aplicações normais, mas o malware aproveita-o sem você perceber.

– Redirecionamento: Isto é, quando você vai visitar uma página acaba sendo redirecionado para outra diferente daquela que escolheu.

– Dados sobre o consumo excessivo: Uma indicação é quando você perceber que está gastando mais dados do que o normal em seu plano.

– Consumo de bateria: Se você notar que um aplicativo está consumindo mais do que provavelmente consumiria, pode estar fazendo coisas que não são próprias dele.

Ataque de Hackers

Hackers concentraram seus ataques sobre os dispositivos móveis devido a sua alta usabilidade. Seu objetivo, de acordo com David Ramírez, gerente de marketing da McAfee é basicamente roubar informações. De acordo com um relatório de Segurança, cerca de 16 milhões de smartphones no mundo têm algum tipo de malware. 

A pesquisa também mostra que há muitos softwares suspeitos chamados de spyware, aplicativos usados para espionar o aparelho. Através desses aplicativos é possível rastrear a localização das chamadas móveis, entrada e saída, mensagens de texto, e-mails e pesquisas de usuários sobre a Internet.

Tudo com a intenção de obter informações para atividades fraudulentas. Os mais vulneráveis ​​são os usuários do sistema operacional Android, mas também depende do comportamento de cada usuário. De acordo com especialistas de grandes empresas de tecnologia, 97% dos códigos maliciosos afetam os aparelhos com Android.

Os usuários desse sistema estão mais em risco porque é um sistema operacional aberto, que é gerenciado por usuários e desenvolvedores. No entanto, há aqueles que usam-no para seus próprios propósitos. Além disso, se o dispositivo está enraizado, o risco é maior porque os aplicativos têm permissão de acesso para as partes mais profundas do sistema.

Portanto, os usuários do Android devem tomar uma série de precauções para manter seus dispositivos móveis seguros para impedir qualquer ameaça em potencial. No entanto, aqueles que utilizam iOS também podem ser expostos porque as ameaças estão sempre crescendo.

Existem maneiras de prevenir o seu celular de infecções por programas maliciosos. Aqui estão algumas dicas que recomendamos para melhor desempenho de seu smartphone:

Faça backup regularmente

Dispositivos Samsung tem uma excelente proteção contra malware. Ainda assim recomendamos estas dicas para não tomar qualquer choque no futuro com seus arquivos. O primeiro e melhor conselho é fazer backup de seus arquivos e fotos.

No caso dos antivírus falharem para eliminar o vírus, recomendamos fazer um backup de todas as suas informações, evitando assim aplicações, pois alguns deles podem ser a causa. Depois disso, recomendamos começando pela raiz do problema, isto é, fazer um reset de fábrica do Android.

No aparelho Samsung é realmente fácil, porque você só tem que ir para Configurações -> Usuário e fazer o backup. Nesse recurso você pode selecionar as contas que você tem, fazer upload de seus arquivos para a nuvem, restaurar ou fazer backup.

Cuidado com os aplicativos desconhecidos

Tenha cuidado em sites que você navegar, alguns são muito semelhantes aos oficiais e é muito fácil de cair em suas armadilhas. Muitas vezes vemos um aplicativo interessante, não verificamos sua origem e realizamos o download. No Google Play há uma abundância de antivírus, recomendamos que você escolha um.

Outra dica é que você faça download de aplicativos somente em lojas oficiais, como Galaxy Apps ou Google Play. Também evite mensagens de SMS que oferecem ofertas milagrosas como “você pode obter um Samsung por 300 reais”. Também é importante ter cuidado ao se conectar em redes Wi-Fi públicas.

Configurar suas senhas

Definir uma senha forte em seu telefone para impedir o acesso não autorizado é fundamental. Se você está com preguiça de colocar números, você não tem desculpa, porque agora pode usar um scanner de impressão digital nos mais atuais aparelhos Samsung Galaxy.

Ou você pode escolher um padrão para desbloquear o telefone. Como você pode ver, há possibilidades suficientes para evitar que qualquer pessoa acesse o seu dispositivo sem a sua permissão.

Atualize seu software

Geralmente o smartphone avisa quando você tem que atualizar o seu software, mas se você desabilitar essa opção pode seguir estas dicas, no caso do aparelho ser Samsung. Marque a caixa “atualização automática” para não ter que se preocupar mais e “apenas Wi-Fi” para atualizar o dispositivo somente quando estiver conectado ao Wi-Fi.

Vá para Configurações -> Sobre o telefone -> Atualização de Software. Os dispositivos Galaxy estão equipados com o sistema operacional Android, sendo que podem ser infectados por softwares maliciosos. Portanto, recomendamos desligar a opção de “instalar fontes desconhecidas”.

Fontes Samsung não informadas

Muitos sites irão comunicar que “seu telefone está infectado” (mas pode não ser verdade), e tentar resolver um falso vírus sozinho pode prejudicar o seu smartphone, mas se você seguir o nosso conselho de “desconexão de fontes desconhecidas” não terá que se preocupar.

Como você pode ver, o melhor conselho para manter seu smartphone “saudável” é combinar essas dicas que estamos oferecendo. Veja agora mais algumas sugestões de como proteger o celular dos vírus.

Neste tutorial vamos mostrar-lhe como proteger o seu celular com 10 dicas fáceis de aplicar.

1 – Proteja-se contra Malware

Os malwares tem sido um problema que o Android ainda não foi capaz de eliminar durante a sua longa vida. Devido à natureza aberta do sistema, hackers estão constantemente abrindo diferentes buracos nele com formas sofisticadas de malware, e o Google não é capaz de seguir o seu ritmo vertiginoso.

2 – Segurança de smartphones

A maioria das ações o próprio usuário pode realizar para proteger o seu celular contra malware, vírus e outros ataques. Mas as façanhas cada vez mais sofisticadas de hackers pode surpreender até mesmo os usuários mais cuidadosos.

3 – Fontes desconhecidas

Vá para Configurações > Segurança – e desative a opção “Fontes desconhecidas”. Isto irá impedir a instalação no seu dispositivo de aplicativos de terceiros de origem desconhecida.

4 – Mantenha o celular sempre atualizado

Mantenha sempre atualizado em seu dispositivo o sistema operacional. Neles aparecem constantemente atualizações que tapam buracos das versões anteriores, o que poderia gerar um malware. O melhor é atualizar o sistema sempre que possível.

5 – Use criptografia

Arquivos da lista de contatos e todas as informações armazenadas em seu dispositivo podem ser criptografados. Se o seu telefone está infectado por malwares, a criptografia de dados ajuda a impedir que softwares maliciosos acessem seus dados.

6 – Downloads seguros

A loja Google Play têm detectado imitadores, com o mesmo nome do arquivo genuíno, mas com um fundo fraudulento. Então certifique-se de que o desenvolvedor é o verdadeiro e leia as opiniões de usuários que podem atestar sua veracidade.

7 – Apps livres

Há muitos aplicativos de antivírus na loja Google, alguns oferecem versões gratuitas para testar. No entanto, às vezes é uma armadilha simples para fazer download, e uma vez instalados, têm acesso a mais profunda parte do sistema e funcionam como spyware.

8 – Licenças de aplicativos

É importante ler e compreender as licenças exigidas pelos aplicativos que você quer baixar, antes de aceitá-los. Por isso certifique-se de todas as condições de adesão antes de aceitar as licenças. Será que este novo jogo que você acabou de baixar precisa acessar suas chamadas e mensagens?

9 – Ligação ao PC

Se você estiver transferindo arquivos do seu celular para o computador, antes disso deve enviar uma verificação de vírus para garantir. Assim, seu celular estará completamente livre de qualquer perigo.

10 – Cuidado com phishing

O termo phishing é usado para se referir a um dos métodos utilizados pelos cibercriminosos para fraudar e obter informações confidenciais de forma ilegal, como uma senha ou detalhes de cartões de crédito e outras informações bancárias da vítima.

O scammer, conhecido como phishers, usa técnicas de engenharia social, representando uma pessoa ou empresa de confiança em uma comunicação eletrônica oficial aparente, geralmente um e-mail, ou algum sistema de mensagens instantâneas, redes sociais SMS, seguindo um malwares ou mesmo usando também as chamadas telefônicas.

Ao receber um e-mail desconhecido, certifique-se de não clicar em links potencialmente perigosos, ou de origem duvidosa. Há muitas tentativas de phishing que estão cada vez mais comuns que podem causar grandes problemas.

Dicas para se proteger de phishing:

– A regra de ouro: nunca forneça dados por e-mail para “supostos” bancos. Essas empresas financeiras nunca solicitam dados da conta ou do cartão de crédito do cliente através de e-mails.

– Se você duvidar da veracidade do e-mail, nunca clique em um link incluído nele.

– Se você ainda quer entrar no site, não clique no link. Digite na barra de endereços do seu navegador.

– Se você ainda duvidar de sua veracidade, ligue ou visite o seu banco e verifique os fatos.

– Se você receber um e-mail do tipo phishing, ignore e nunca responda.

– Verifique se a página web que você inseriu é um endereço seguro. O certo é começar com https:// e um pequeno cadeado fechado deve aparecer na barra de status do navegador.

– Certifique-se sempre de entrar corretamente no endereço do site que deseja visitar, porque há centenas de tentativas de enganos das páginas mais populares.

– Se você suspeita que foi vítima de phishing, altere todas as suas senhas imediatamente e entre em contato com a empresa ou instituição financeira para informá-los.

As perspectivas para o futuro

Com o crescimento da quota de mercado de smartphones, eles tem evoluído suas características, conectividade e velocidade. Todos esses fatores também atraem o risco de aumentar a ameaça de vírus em nossos celulares.

Por esta razão, é um bom momento para começar a pensar sobre a necessidade de tomar precauções e tentar uma solução que permita verificar se o seu telefone celular ou tablet esteja livre de vírus e outras ameaças que possam ser suscetíveis.

Quanto à prevenção, é também importante que, quando conectado a um computador ou quando colocar uma memória no celular, esses dispositivos devem ser verificados com um antivírus e, se possível, que forneçam alguma proteção em tempo real. Isto significa que a proteção deve ser abrangente.

Outro aspecto importante é ter mais atenção ao seu smartphones porque ele fornece sinais de que está infectado por vírus. A qualquer sinal daqueles já citados por esse artigo, verifique maneirar de proteger o celular dos vírus. É preciso ser muito cauteloso com os arquivos baixados da web.

Da mesma forma acontece com os computadores, para obter informações a partir da Internet é sempre aconselhável acessar locais seguros para reduzir significativamente a possibilidade de ser afetado por uma ameaça de vírus.

Pronto! A partir de agora você deve ter mais cuidado ao navegar em seu celular e se você chegar a ser infectado por um vírus, agora sabe como removê-lo.

 Alguma vez você já foi infectado por um vírus ou malware? Deixe seu comentário.

4.7 (93.33%) 21 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *